Prefeitura promove ações em alusão à Campanha de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes

Prefeitura promove ações em alusão à Campanha de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes

A Prefeitura de Cururupu, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania realiza nesta terça-feira (18), blitz educativa com panfletagem alusiva ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A ação que está sendo coordenada em parceria com as secretarias Extraordinária da Mulher, Educação e Saúde terá início às 07h00 da manhã, com concentração na Praça da Família, localizada no bairro Areia Brnaca. A ação terá continuidade no período da tarde, com início às 15h30min, com concentração na Arena da Preta, localizado no bairro de Fátima.

A campanha conta também com o apoio de importantes instituições, são elas: o Ministério Público, o Poder Judiciário, o CREAS, CRAS, Conselho Tutelar e o CMDCA.

O tema da campanha esse ano é, “Faça Bonito: Proteja nossas Crianças e Adolescentes, está distante, não significa está sozinho”. Um dos objetivos da campanha é alinhar o fluxo de atendimento e fortalecer a rede de assistência.

A campanha que acontece em nível nacional tem como símbolo uma flor, que simboliza a fragilidade da primeira infância. O desenho também tem como objetivo proporcionar maior proximidade e identificação junto à sociedade, proximidade e identificação com a causa. “O slogan Faça Bonito – Proteja nossas crianças e adolescente quer chamar a sociedade para assumir a responsabilidade de prevenir e enfrentar o problema da violência sexual praticada contra crianças e adolescentes no Brasil”, disse a secretária municipal de Assistência Social e Cidadania Eliene Faustina Almeida.

Sob esse mesmo enfoque, as unidades dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e Centros de Referência de Assistência Especializada (Creas) do Município prepararam uma série de atividades voltadas ao tema com palestras, rodas de conversa, blitz educativas, Lives, entrevistas em programa de Rádio local, entre outros, durante o mês de maio.

“Todos os anos são realizada ações que visam despertar na população a importância desse tema. Estar atento e manter os cuidados com crianças e adolescentes é um dever de todos, inclusive, cabe ao adulto o papel de orientação pedagógica e acolhida”, disse Aldo Lopes, prefeito do município.

O prefeito destacou a importância do envolvimento das diversas secretarias do município na campanha, bem como dos parceiros como o Ministério Público e o Poder Judiciário. “Nossa intenção é alinhar e fortalecer os vínculos com essas instâncias, para que possamos, com um trabalho de rede, estar cada vez mais atento aos indicadores de violência que acometem meninos e meninas em nosso município”, disse Aldo Lopes.

“Para alcançar esse objetivo, é necessário que a sociedade em geral Faça Bonito na proteção de nossas crianças e adolescentes”, finalizou o prefeito.

ORIGEM

O dia 18 de Maio é uma conquista que demarca a luta pelos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes no território brasileiro. Esse dia foi escolhido porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados. O crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje está impune.

O dia 18 de Maio foi proposto em 1998, quando cerca de 80 entidades públicas e privadas, reuniram-se na Bahia para o 1º Encontro do Ecpat no Brasil e nesta oportunidade que surgiu a ideia de criação de um Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual Infanto-Juvenil.

O símbolo da Campanha é a flor, representando toda a fragilidade de uma criança e remetendo os primeiros desenhos feitos por elas.  O desenho também teve como objetivo proporcionar maior proximidade e identificação junto à sociedade com a causa. Porém, o que era para ser apenas uma campanha se tornou o símbolo da causa.

 

Assessoria de Comunicação