Vigilância Sanitária e Polícia Militar iniciam fiscalização em estabelecimentos comerciais em Cururupu

Vigilância Sanitária e Polícia Militar iniciam  fiscalização em estabelecimentos comerciais em Cururupu

A Vigilância Sanitária do município de Cururupu, iniciou nesta terça-feira (9), os trabalhos de fiscalização nos estabelecimentos comerciais do município, a ação teve como principal objetivo as orientações em relação ao combate do Covid-19, e os esclarecimentos sobre o novo Decreto municipal que entrou em vigor no último dia 7 de março. A fiscalização aconteceu no período noturno com o apoio da Polícia Militar, entre os locais fiscalizados, estão os bares, lanchonetes, comércios em geral e templos religiosos.

Segundo o Coordenador da Vigilância Sanitária, Anderson Lopes, a ação acontecerá todas as noites até o dia 19 de março, último dia de vigência do Decreto.

O prefeito Aldo Lopes também destacou a importancia do Decreto em vigor e da fiscalização, segundo ele, sem uma fiscalização eficaz, as pessoas e o setor comercial não se consciencializarão, o prefeito reforça a necessidade do empenho e da solidariedade de todos nesse momento, pede que cada um faça sua parte, e colabore com as autoridades sanitárias do município. “As fiscalizações têm inicialmente esse caráter educativo, em parceria com a Polícia Militar, está sendo possível verificar o cumprimento das normas de segurança sanitária e outros aspectos atinentes aos direitos dos cidadãos e consumidores, a colaboração da população será fundamental para vencermos esse vírus”, disse o prefeito Aldo Lopes sobre a fiscalização.

Para a Secretária de Saúde Luciana Setubal Lopes, os estabelecimentos comerciais, precisam estarem atentos para o cumprindo do decreto de prevenção contra a disseminação da Covid-19, e que a inobservância das determinações podem ensejar penalidades aos estabelecimentos. ” Isso é uma preocupação constante, pois atualmente o número de casos vem aumentando na população mais jovem por exemplo. Exatamente o perfil dessas pessoas que são flagradas nas aglomerações e sem fazer uso de máscara”, observa a Secretária.

 

Assessoria de Comunicação